assistance-blanco

ASSISTÊNCIA E RECUPERAÇÃO

PROGRESSO DO PROJETO

No posts found matching your criteria. Please modify Query parameters to show posts.

A última fase da Emergência de Inundação é a assistência às pessoas afetadas. Serão desenvolvidas duas atividades:

  1. Melhoria dos protocolos de evacuação, nos aspetos logísticos mas sobretudo no tratamento da informação e prioridade dos grupos-alvo. Em emergência, nem todas as pessoas potencialmente afetadas apresentam o mesmo grau de prioridade dado que nem todas são igualmente vulneráveis.
  2. Melhorias nos protocolos atuais, por exemplo, através da promoção da cooperação na fase de Prevenção, entre equipas de Serviços Sociais, Planeamento Urbano, Cadastro e Resgate para identificar e localizar geograficamente as pessoas com mobilidade reduzida, grupo de evacuação prioritário na área de maior risco.

Posteriormente, para a fase de Assistência, serão desenvolvidos protocolos específicos, desenvolvidos para facilitar a execução das orientações, a incluir nos Planos de Ação Locais de Inundações. O foco será colocado na assistência psicossocial para que as pessoas afetadas pelas inundações possam superar do trauma (da perda de abrigo, habitação, animais, até mesmo da família) com a maior rapidez e eficiência.

Os resultados obtidos serão ensaiados e validados nas cidades piloto, de modo iterativo permitindo contribuir para os procedimentos definidos.

AÇÕES

AÇÃO

1

Melhoria nos protocolos de evacuação

Esta ação beneficiará dos resultados do AA-FLOODS, como o alerta antecipado de transbordo de rios (Piloto 2), a modelação de descargas de barragens (Piloto 3) e os Planos de Gestão de Risco de Inundações Locais (Piloto 1).

Novos mapas 3D de alta resolução, simulações de inundação e Planos de Ação devem promover a melhoria dos protocolos de evacuação e abrigo tornando-os mais eficazes na redução de eventuais perdas humanas.

Serão melhorados os protocolos de evacuação e abrigo, materializando-se em propostas de políticas regionais das regiões que participam de AA-FLOODS, beneficiando dos avanços técnicos, organizacionais e de regulamentação impulsionados pelo projeto com atenção nos potencias afetados.

Pretende-se obter como resultado a diminuição das evacuações de emergência a realizar, devido à implementação de ações preventivas eficazes, a melhoria na segurança e rapidez nas evacuações e a maior eficiência de habitação, abrigos e redução das eventuais consequências adversas para a saúde e vida humana.

AÇÃO

2

Procedimentos de apoio. Saúde e Abrigo

A Cruz Vermelha Britânica desenvolverá, com o apoio dos parceiros, um conjunto de ferramentas padronizadas para apoio às vítimas de inundações com o objetivo de disseminá-las pelos parceiros e valida-las nas respetivas comunidades locais.

Uma vez validadas, e com contribuições dos parceiros, serão desenvolvidas recomendações informativas para melhorar as políticas regionais e as capacidades locais de assistência às pessoas afetadas.

Será elaborado um Documento com recomendações às políticas regionais, incluindo a definição de procedimentos para organizar zonas de concentração e descanso, melhorando o apoio psicossocial às vítimas das inundações, potenciando a sua recuperação.

Como resultado, pretende-se obter uma série de ferramentas padronizadas para melhorar o apoio psico-sanitária, assim como atividades práticas que serão disseminadas entre os 5 parceiros dos estados membros para apoio psicossocial e recuperação.